31 de janeiro de 2007

A pro-cura... o horizonte...

Estamos sempre à pro-cura, buscamos o que nos é próprio mesmo quando não idealizamos tal busca, pois já estamos desde sempre lançados no positivo de toda negatividade, assim como na negação do otimismo.
Somos o acontecimento da história na tensão do tempo, na memória, no que foi, é e será. E seremos sempre!
Apontamos em direção ao horizonte e nele nossa busca se faz eterna, pois a morte é o principiar de um fim na medida em que caminhamos. Sabendo que este caminhar não é um percurso retilíneo, linear, mas todo o tempo se realizando no porvir do que já se foi.
Não como ilustração, mas como o movimento de um pensar, trago o poema Horizonte. Até porque um poema nunca ilustra: acontece, cria seu lugar e uma realidade. Vamos à criação!


Horizonte

O pássaro.
As asas.

Em aberto céu,
as plumas em alvoroço
se admiram ao tocar o vazio.

O horizonte se expande
na inóspita queda:
o pensamento.

Em cada regurgitar de asas
singra liberta a ave
em mar etéreo.

O cemitério de todas as coisas
se fecha no respaldar taciturno
da fronte desguarnecida:

doce acalento das musas à eternidade.

O céu se abre na envergadura do infinito
e o mundo se vislumbra
no destino triunfal do espanto.


Fábio Santana

6 comentários:

"(O) Branco" disse...

Gostei, achei muito musical. O que mais me chamou a atenção foi como o pássaro se abre nas asas, passando.

"(O) Branco" disse...

Continue assim, meu caro!
Grande abraço,
André

paula disse...

Estou admirado com todo o seu trabalho, e hj me orgulho mais ainda por ter você como primo!
Estou muito honrrada com o que vi aqui!

bjs

paula disse...

Oiiiiiiiiii primooooooo!
Essa passada por aqui foi em nome de toda a família, vim te parabenizar mais uma vez com a presença de seus tios...
Eles também estão orgulhosos de você e estam te parabenizando!!!!

Bjs dessa família que te adora!!!!

Parabéns!

paula disse...

[violet][i][b]"Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão. Perder com classe e venscer com ousadia, poque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante"

Chaplin

Bjs [8)]

paula disse...

"Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão. Perder com classe e venscer com ousadia, poque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante"

Chaplin

Bjs